Misturar ou não tons de madeira: eis a questão. Ao decorar com uma variedade de peças de madeira, é fácil se sentir perdido pelas opções. “Misturar tons de madeira funciona bem quando é intencional”, diz Brenda Danso, diretora de criação e fundadora da Brenda Danso Interior Design. “Na verdade, fazer isso pode adicionar camadas e contraste ao seu espaço.” No entanto, o segredo está na localização, estilo do mobiliário e tons – de acordo com os designers.

Leia mais adiante para obter informações sobre os pontos-chave a serem considerados ao decorar com vários tons de madeira.

Veja também:
1 Considere seu layout

De acordo com o designer Saudah Saleem, é tudo uma questão de posicionamento quando se trata de misturar tons de madeira.

“Não coloque peças de madeira de cores semelhantes próximas umas das outras”, ela aconselha. “Coloque vários tons de madeira em toda o cômodo para criar equilíbrio, pois isso garante que um lado não pareça ‘mais pesado’ do que o outro.”

2 Seja consistente

Você vai querer ter certeza de que suas peças de mobiliário combinam bem, de acordo com April Gandy da Alluring Designs Chicago. “O segredo para misturar tons de madeira é manter o estilo do design consistente”, explica ela. “Encontrar peças que se complementem bem, independentemente do tom da madeira, ajuda a que as diferenças na madeira se tornem menos perceptíveis.”

Emparelhe um sofá vintage com uma mesa de centro que também possui pernas cônicas, por exemplo. E Gandy acrescenta: “Opte por peças que tenham um contraste sutil, para que o foco não seja a madeira em si, mas o design geral do espaço”.

3 Adicione algum padrão

Apresentar uma peça que incorpora uma variedade de tons de madeira também é uma estratégia inteligente, explica Saleem. “Para ajudar a unir visualmente os diferentes tons de madeira que você está usando no espaço, inclua uma peça de mobiliário que apresenta vários”, diz ela. 

4 Não exagere

Se um quarto tem piso de madeira, você também deve levar isso em consideração, de acordo com Whitney Durham, proprietária e designer-chefe da Whitney Durham Interiors.

“Normalmente, tento usar no máximo dois ou três acabamentos de madeira diferentes em um espaço”, diz ela. “Se a sua mobília está posicionada diretamente no seu piso de madeira, tente mantê-la na mesma família de cores.”

Ainda se sente confuso? “Uma boa maneira de quebrar isso é um ótimo tapete colorido”, aconselha Durham. “Preste atenção na paleta de cores do seu quarto: a cor da parede, os tecidos e os acabamentos. Misturar e combinar tons de madeira é ótimo com moderação. ”

5 Considere a paleta de subtons

Christina Kim, proprietária da Christina Kim Interior Design, diz: “Você pode – e deve – misturar tons de madeira. Isso adiciona profundidade a um cômodo e, afinal, uma floresta tem muitos tipos de árvores, certo?”

O segredo está em concentrar subtons ou tons de apoio, de acordo com Kim e outros designers. “Comece escolhendo um tom de madeira principal e um ou dois tons de apoio no máximo”, diz Kim. ”Mantenha a consistência das coisas, mantendo todos os tons quentes de madeira, como nogueira e carvalho, ou todos os tons frios, como tons de cinza.”

Veja também:

Crédito foto: Arbor & Co.

Fique por dentro de nossas notícias na página do DecorStyle no Facebook ou no nosso site  www.decorstyle.ig.com.br