5 estratégias para comprar belos vasos - e compor lindos arranjos neles! -

5 estratégias para comprar belos vasos – e compor lindos arranjos neles!

5 estratégias para comprar belos vasos – e compor arranjos interessantes neles. Se você tem um pote ou uma dúzia, essas regras de design também se aplicam.

Você tem vasos novos e um pouco de terra, e agora está pronto para comprar as plantas. Mas com tantas opções disponíveis, é difícil saber qual escolher. Dê uma olhada em algumas das dicas abaixo, e você irá para sua loja de jardinagem local confiante e pronto para começar a combinar recipientes singulares que funcionam bem com seu pátio, deck, quintal ou onde quer que você queira um toque da natureza.

Como escolher vasos e fazer a combinação perfeita deles e as plantas. Fotos: Pexels
1. Escolha os vasos perfeitos para o seu espaço

Comece selecionando recipientes como comprar um sofá. O que você cultiva dentro dos recipientes pode mudar (assim como as almofadas), mas seus vasos devem ser investimentos sólidos que duram temporadas. Então, comece com uma paleta, como vários tons de terracota quente ou cinzas frios e metálicos, depois monte uma variedade de alturas e formas para manter as coisas visualmente interessantes.

Foto: CAITLIN ATKINSON
Veja também:

Se você mora em um clima frio, precisará mover peças de barro ou cerâmica para dentro no inverno (ou esvaziá-las e envolvê-las em uma lona ou plástico impermeável), pois o ciclo de congelamento e descongelamento causará rachaduras ou quebras. Uma exceção são os vasos feitos de barro italiano Impruneta, que são resistentes ao gelo.

Além disso, certifique-se de que os vasos escolhidos tenham orifícios de drenagem. Para evitar que o solo escorra, cubra cada buraco frouxamente com cacos de cerâmica e limpe todos os detritos anualmente para que não fique entupido.

2. Escolha suas plantas com sabedoria

Agora, decida o que plantar. Consulte as etiquetas para determinar as espécies que irão florescer em seu espaço, como os amantes da umidade ou adoradores do sol. Dentro do grupo adequado, escolha um esquema de cores – e considere a tonalidade e a textura da folhagem, não apenas as flores, que podem aparecer por um curto período de tempo.

Foto: NOE DEWITT
3. Dê espaço entre suas plantas

A maneira como você espaça as plantas em um único recipiente difere do plantio em um jardim – mantenha as plantas muito mais próximas nos vasos. Na verdade, o Jardim Botânico de Nova York diz que você pode cultivar duas vezes mais plantas na mesma quantidade de espaço do jardim.

4. Preste atenção na proporção

Recipientes pequenos exigem plantas pequenas, assim como recipientes maiores exigem plantas maiores – você nunca plantaria uma árvore enorme em um vaso minúsculo, certo? Uma planta em um recipiente muito pequeno ficará presa às raízes e acabará secando; em um vaso muito grande, a planta pode apodrecer as raízes. Quando você precisar transferir uma planta para um recipiente maior, use um que seja de 5 a 10 cm mais largo em diâmetro.

5. Use o solo certo para suas plantas

Escolha uma mistura orgânica voltada para o que você está cultivando. Se você estiver plantando cactos, por exemplo, use uma mistura bem drenada projetada para suculentas para que as raízes não fiquem encharcadas e apodreçam. Após o plantio, regue abundantemente e regularmente, normalmente quando a parte superior do solo estiver seca. Como as plantas cultivadas em vasos não obtêm nutrientes do solo, alimente-as a cada poucas semanas com fertilizante orgânico. E pelo menos uma vez por ano, reabasteça os recipientes com mais terra para vasos e cubra-os com composto nutritivo.

Veja também:

Fique por dentro de nossas notícias na página do DecorStyle no Facebook ou no nosso site  www.decorstyle.ig.com.br






arrow