Aparador traz praticidade e elegância a sala, varanda, corredor e hall; dicas de expert -

Aparador traz praticidade e elegância a sala, varanda, corredor e hall; dicas de expert

Neste projeto empreendido pela arquiteta Isabella Nalon, a peça de madeira com estrutura de ferro e rodinhas possibilita o deslocamento com facilidade. Por aqui, exerce a função de apoio na tarefa de servir vinho e decorar o ambiente | Fotos: Júlia Herman

Poucos móveis têm a capacidade de serem tão funcionais e versáteis no décor. Mas, esse é o caso do aparador, peça muito útil em livings, salas de jantar, corredores, varandas e halls de entrada, onde sua principal função é apoiar objetos e pertences para que o ambiente fique organizado.

Composto por uma estrutura de base e um tampo, é possível encontrar modelos de aparador feitos de madeira, vidro e metal, entre outros; com uma grande variedade de cores e tamanhos, assim se tornando bem-vindo em qualquer estilo de decoração.

Neste projeto empreendido pela arquiteta Isabella Nalon, a peça de madeira com estrutura de ferro e rodinhas possibilita o deslocamento com facilidade. Por aqui, exerce a função de apoio na tarefa de servir vinho e decorar o ambiente | Fotos: Júlia Herman
Neste projeto empreendido pela arquiteta Isabella Nalon, a peça de madeira com estrutura de ferro e rodinhas possibilita o deslocamento com facilidade. Por aqui, exerce a função de apoio na tarefa de servir vinho e decorar o ambiente | Fotos: Júlia Herman

Segundo a da arquiteta Isabella Nalon, não existem regras para incorporar o aparador nos cômodos, pois a mistura de estilos também resulta em um projeto repleto de personalidade. “O aparador é um móvel multifacetado. Porém, é preciso se atentar às dimensões dele, pois às vezes o cômodo pede por um modelo menor ou mais estreito. Outro ponto importante é a questão do seu design, que precisa estar alinhado com a proposta do décor”, comenta Isabella.

Para quem gosta de reunir amigos e familiares na área social ou varanda, o aparador faz às vezes de minibar, tornando-se um bom lugar para apoiar bebidas, bandejas com comidas e petiscos, copos e taças decorativas.

Veja também:

“Você pode selecionar as opções feitas sob medida ou alguns modelos prontos e já fabricados com a função de minibar. Alguns, inclusive, oferecem até suporte para armazenar garrafas de vinho”, explica a arquiteta. Alocado perto da mesa de jantar, o móvel é perfeito como suporte para as louças, talheres e pratos que serão servidos aos convidados. Outra função muito comum do aparador é encobrir as costas do sofá e ajudar na formatação do layout e delimitação das salas de estar e jantar.

Há quem prefira usar o móvel no hall de entrada como apoio para chaves e aquele vaso florido especial, que recebe quem chega com carinho e alto astral. Com a necessidade atual de ter um escritório em casa, alguns projetos acabam transformando o aparador com pequenas gavetas no protagonista do home office, mas para isso ele precisa ser mais baixo que o convencional. Vale lembrar que o aparador tem altura entre 80 e 90 cm e, se for usado como mesa de escritório, precisará ter 75 cm.

“Com ele é possível acomodar acessórios do dia a dia, propiciando organização e despoluindo visualmente o ambiente”, conta Isabella Nalon.

Neste projeto, o aparador ganhou a função de cantinho do bar. Seu estilo rústico ajustou-se com a essência do décor | Fotos: Júlia Herman

Para escolher o aparador ideal é preciso analisar a dimensão do ambiente, que determinará a possibilidade (ou não) de contar com móveis prontos ou executados sob medida. “Em espaços compactos, as opções sob medida são mais recorrentes, pois conseguimos aproveitar ao máximo cada centímetro”, comenta a arquiteta.

Mas é preciso também dedicar atenção às proporções do móvel e à circulação do ambiente. Recomenda-se deixar, entre 70 e 80 cm de passagem, a distância entre o aparador e o móvel/parede. “Caso o projeto venha a ser a morada de algum cadeirante ou pessoa com mobilidade reduzida, vale ampliar essa largura para 90 cm ou até 1 m. Ao optar pelo aparador sob medida, é possível aproveitar ainda mais o espaço e garantir uma excelente circulação”, acrescenta.

Para Isabella, o aparador tem se tornado uma tendência para quem quer a fusão entre décor e usabilidade. “Nos projetos atuais, é difícil vermos salas ou halls sem um aparador, uma vez que podemos aplicá-lo com diversas finalidades e dar uma outra cara ao cômodo. Ouso afirmar que o móvel tem se tornado indispensável”, acredita.

Veja também:

Além da sua funcionalidade, o aparador também é um importante apoio para elementos decorativos, evidenciando aquelas peças de memória ou lembranças de família. Em versões extensas, vale dispor de uma bandeja com bebidas, livros e objetos um pouco maiores, ocupando bem a área. Já em móveis estreitos, acessórios compactos e arranjos de flores são boas pedidas.

“A dica é tomar cuidado com o excesso de objetos sobre o aparador, pois pode comprometer a leveza visual do ambiente, além de encobrir e desvalorizar o móvel”, recomenda Isabella Nalon.

Confira três dicas para a escolha do aparador perfeito:
  • O aparador escolhido deve ‘conversar’ com a decoração de todo ambiente;
  • Menos é mais: os objetos decorativos posicionados no aparador devem apresentar harmonia com o móvel e o projeto;
  • Exponha peças que registrem a personalidade do morador: vasos, livros, quadros apoiados, arranjos florais ou até mesmo porta-retratos.
Feito de madeira de demolição com efeito de pátina, este aparador combina com o estilo rústico do ambiente e oferece um apoio para chaleira e torradeira. Com ele, Isabella Nalon criou um cantinho agradável na varanda | Fotos: Júlia Herman

Fique por dentro de nossas notícias na página do DecorStyle no Facebook ou no nosso site www.decorstyle.ig.com.br






arrow