Facilidade de locomoção, por estarem localizados em regiões bem centralizadas das cidades, ideais para moradores solteiros ou jovens casais, pensados para o dia a dia e uma possibilidade mais viável quando o sonho é adquirir o imóvel próprio. Esses são alguns dos tantos atributos que fazem dos apartamentos pequenos uma grande tendência no mercado imobiliário brasileiro.

Segundo dados registrados pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), as vendas de unidades com dois dormitórios – com metragens entre 30 e 45m²-, despontam no ranking de vendas – só em janeiro desse ano, foram lançados 554 novos apartamentos e 2.280 foram comercializados em São Paulo.