As portas de correr estão de volta: descubra a história dessa invenção perfeita para casas pequenas -

As portas de correr estão de volta: descubra a história dessa invenção perfeita para casas pequenas

Portas de correr voltam como tendência. Foto: Pixabay

As portas de correr são separadores de ambiente que desaparecem na parede quando totalmente abertas, permitindo que você maximize a área em vez de ter que andar em torno de uma porta com dobradiças que vai para frente e para trás, consumindo uma ampla área quadrada.

Em outras palavras, as portas de correr fornecem os benefícios amplos de uma planta com pouca metragem, e rapidamente se tornam uma barreira quando a privacidade é necessária. “As portas de correr são ideais para espaços compactos, como armários, banheiros, escritórios, despensas e até mesmo lavanderias”, diz Zoe Warren, especialista em interiores da PriceYourJob, dos Estados Unidos.

Portas de correr voltam como tendência. Foto: Pixabay
Portas de correr voltam como tendência. Foto: Pixabay

As portas de correr também são um excelente elemento de design, acrescenta Laura A., da KAS Interior Design – especialmente quando se trata de hospedar reuniões. Ser capaz de expandir um espaço para melhor entretenimento, apenas abrindo uma porta que pode ser escondida, é um grande benefício, diz ela.

Veja também:

Ainda assim, por mais conveniente que as portas de correr possam parecer, sua popularidade tem oscilado desde que começaram na era vitoriana. O design original geralmente resultava em um produto final incômodo, barulhento e frágil, então eles se tornaram um recurso doméstico menos comum com o tempo.

No entanto, estamos vendo seu ressurgimento, graças aos avanços tecnológicos e à mecânica aprimorada:

Invenção Vitoriana

As portas de correr foram incorporadas pela primeira vez ao espaço doméstico nos Estados Unidos e na Inglaterra durante a década de 1850, ou era vitoriana, observa Warren, mas essas divisórias deslizantes não atingiram o pico de popularidade até a década de 1880, quando a tecnologia e os métodos de instalação melhoraram sua função. tornando-os ideais para entretenimento.

De acordo com Holly Witten, da Holly Witten Designs, “uma porta de correr permitia um fluxo entre a sala de estar e a área de jantar e, em seguida, fechava as salas para reuniões mais íntimas em cada espaço em diferentes pontos da noite.” No entanto, você não encontrará apenas portas de correr em casas do século 19: eles experimentaram um boom ainda maior na década de 1950 – especificamente em empreendimentos habitacionais do pós-guerra que foram construídos rapidamente com metragem quadrada menor, observa Warren.

“Economizar espaço era uma necessidade para a maioria das casas durante a corrida de construção do pós-guerra”, explica ela, então portas de correr para maximizar o espaço eram arquitetonicamente ideais.

Caindo em desuso

A mecânica menos do que perfeita acabou afastando proprietários de casas e empreiteiros das portas de correr, primeiro com o advento das opções articuladas na década de 1920 (antes do ressurgimento do pós-guerra) e novamente durante o boom imobiliário da década de 1980 (quando aparentemente saíram de cena). Carrie Leskowitz, a fundadora da Carrie Leskowitz Interiors e autora de ‘Om for the Home’, explica de maneira simples: “As portas de correr faziam barulho e quebravam com facilidade”.

Veja também:

Alguns dos maiores contras da construção de portas de correr? Na época, eles usavam um trilho no chão para deslizar para dentro e para fora da parede. “Era um grande risco de tropeçar e difícil de limpar”, dizem os designers Mark Cutler e Nichole Schulze da cutlerschuze, nos Estados Unidos.

Então, durante o boom imobiliário dos anos 80, a mecânica piorou à medida que os construtores trabalhavam da maneira mais rápida e barata possível para atender à demanda. “Neste ponto, portas de correr estavam prontas e disponíveis em lojas de ferragens, mas muitas vezes não eram ajustadas corretamente durante a instalação. Elas tinham problemas para deslizar, então quase imediatamente, os proprietários de casas tiveram problemas – e a notícia se espalhou”, explica Suglia- Isgro.

A volta

Quando a tecnologia progrediu, o mesmo aconteceu com a mecânica das portas de correr. As melhorias técnicas ajudaram os designers e proprietários de casas a apreciar os benefícios das portas que desaparecem – isso é especialmente verdadeiro agora, durante o declínio da planta aberta (os proprietários estão erguendo paredes novamente, designando um espaço a partir do próximo).

“A melhor tecnologia permite que as portas deslizem sobre roldanas em um trilho suspenso, em oposição a um sistema de trilho no chão”, diz Leskowitz, observando que isso elimina o risco de tropeçar. Eles também são construídos com um material muito mais leve, o que os torna mais fáceis de operar.

A madeira maciça foi substituída por painéis de fibra de densidade média (MDF), de acordo com Witten. Com esses avanços, essas divisórias são comemoradas mais uma vez. ‘As vantagens de economia de espaço de uma porta de correr sempre a tornarão uma escolha popular”, diz Leskowitz, “e as opções de design atraentes se adaptam a qualquer ambiente.”

Fique por dentro de nossas notícias na página do DecorStyle no Facebook ou no nosso site  www.decorstyle.ig.com.br

Veja também:

+ Descubra as maiores tendências de cozinha que estão bombando em 2021

+ Cozinha afetiva: dicas e inspirações para uma decoração que exalta as memórias

+ A “Moto do Ano 2021” na Alemanha

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões

+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais

+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’

+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos

+ Bruna Marquezine posa de biquíni no Copacabana Palace. Confira as fotos!

+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco

+ Os ‘Sapatos de Satanás’ do rapper Lil Nas X conterão uma gota de sangue humano

+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada







arrow