Azulejo é feito com concha de mexilhões que são pragas em Londres. Veja fotos! -

Azulejo é feito com concha de mexilhões que são pragas em Londres. Veja fotos!

Esse azulejo é feito com casca de mexilhões. Fotos: Divulgação/ Bureau de Change

Designers em Londres estão pegando uma espécie invasora de mexilhão, que antes entupiam os canos de água, e transformando sua concha em belos azulejos.

Além de evitar que a concha dos mexilhões se desfaça em aterros sanitários, o processo cria um material rígido e translúcido – algo que nunca foi feito antes. Espécies invasoras podem exigir dezenas de milhões em financiamento para erradicar, mas e se o investimento recebido fosse combinado com os lucros de saída?

+ Tijolo com furos oferece casas em miniatura para abelhas solitárias

+ Esse abajur é feito com cascas de laranja impressas em 3D. Conheça Ohmie!

+ Azulejo feito de cascas de ovo! Conheça carrelé: um revestimento sustentável e resistente

Esse azulejo é feito com casca de mexilhões. Fotos: Divulgação/ Bureau de Change
Esse azulejo é feito com casca de mexilhões. Fotos: Divulgação/ Bureau de Change

Quando os canos de água de Londres começaram a entupir por uma espécie invasora nativa do rio Dnieper, na Ucrânia, o mexilhão quagga, a Thames Water teve que gastar milhões de libras para removê-los.

A maior parte da carga acabou em aterros sanitários ao redor da capital britânica, mas uma certa quantidade agora está na oficina da designer Lulu Harrison e na exposição de beleza da London Craft Week, onde o pó da concha de mexilhão quagga é ingrediente para fabricar vidro.

O vidro é infinitamente reciclável, tornando-se um dos materiais de embalagem menos poluentes disponíveis. No entanto, a mineração de areia é uma prática ecologicamente prejudicial, principalmente para os rios.

Método de fabricação parecido com vidro

Harrison disse que seu método é semelhante às antigas técnicas de fabricação de vidro. Ela usa cerca de 60% de areia do rio Tâmisa, 20% de conchas de mexilhão, 20% de cinzas de madeira de origem local e um pouco de “carbonato de sódio”, que é o principal ingrediente do vidro normal.

Harrison acha que os fabricantes que seguem seus passos poderiam criar uma indústria de “vidro geo-específico”, produzindo produtos de vidro com base em substratos disponíveis localmente para produzir diferentes cores e níveis de translucidez.

Bureau de Change, um escritório de arquitetura fundado por Katerina Dionysopoulou e Billy Mavropoulos, juntou-se a Harrison para produzir Thames Glass, uma série de azulejos para fachadas de edifícios que celebram os padrões da antiga Londres.

“Olhando para o Royal Doulton, que fabricou os canos de água da cidade em meados do século 19, bem como as chaminés de terracota ornamentais da cidade, os azulejos de vidro fundido reproduzem alguns dos mesmos padrões intrincados do século 19”, escreve Bureau de Change.

Como os azulejos de mexilhões são feitos

Para fazer os azulejos, os mexilhões são lavados, secos ao sol, moídos e peneirados em pó fino, cozidos em vidro fundido. Depois, são resfriados rapidamente para serem quebrados e moídos novamente. Em seguida, isso vai em uma impressora 3D para criar os ladrilhos.

Os códigos de construção ingleses são rígidos, e testes precisam ser realizados antes que estejam nas construções. Mas, já que o mexilhão quagga reside de forma invasiva em muitos locais, espera-se que em breve possamos ver os azulejos em diversos lugares.

Quer ver mais invenções como essa? Então, confira outras matérias nossas:

+ Este mobiliário urbano sustentável é impresso em 3D usando areia. Veja!

+ Arquitetura sustentável: ações que contribuem para diminuir os impactos ambientais da obra

+ Casa feita de caixas tetra pack: conheça esse projeto de arquitetura sustentável de 64 m²

+ Este novo telhado sustentável deixa a casa naturalmente fresca, sem ar condicionado

+ Casa sustentável: 5 objetos ecofriendly que prometem facilitar seu dia a dia

+ Inspirada em colmeia de vespa: conheça a primeira casa impressa do mundo feita de argila

+ Esta cafeteria incrível é inteira feita de papelão

+ Conheça a casa na árvore Sylvascope que é feita com materiais da floresta que a cerca

+ Sustentabilidade, tecnologia e inovação: conheça as lareiras ecológicas feitas de papel machê






arrow