Como reformar sua casa e não estourar o orçamento

Como reformar sua casa e não estourar o orçamento 

Está pensando em reformar sua casa? Final de ano, festas chegando, com isso décimo terceiro, pagamento de férias e abre-se a possibilidade de investir em uma reforma na sua residência. 

Mas quanto isso vai custar? Não tem nem ideia? 

Siga esses passos e assim sua obra não sairá do planejado. 

Como usar a cor do ano 2020 da Pantone Classic Blue na decoração
15 banheiros pequenos que você precisa ver antes de reformar o seu
Antes e depois de sala de jantar: veja transformação barata e sem reforma
Como decorar a casa com objetos de suas viagens favoritas

1 – Faça um orçamento de obras 

Esse é um item fundamental e tem que existir para toda obra, por mais simples que seja. 

Você está pensando em renovar a decoração de um cômodo e acha que não precisa de um orçamento? Precisa também. 

O orçamento de obras é fundamental, pois permite a visualização de cada etapa e quanto isso irá custar. 

Além disso, um bom orçamento de obras não é somente a listagem de preços unitários, como também os serviços, taxas e impostos envolvidos nisso. 

O orçamento tem que ser constantemente atualizado e tem validade, já que serviços, por exemplo, de um eletricista ou pintor, quando cotados, costumam ter validade de 30 dias. 

Tudo deve estar contido no orçamento da sua obra. Portanto, se você pretende renovar a decoração de um cômodo, por exemplo, precisa orçar (caso isso seja o objetivo), gesseiro, (caso haja rebaixamento de teto), todo o material a ser utilizado com pintura, novos móveis, papel de parede, entre outros itens. 

Portanto, para o orçamento, é importante você também contar com ajuda de profissionais ou ainda de softwares para orçamentos (há diversas opções na internet, tanto gratuitos quanto pagos), que poderão te auxiliar nesse processo. 

2 – Saiba o quanto pode gastar 

Parece um item bobo, mas é de extrema importância. Saber o quanto se poderá gastar na obra que se quer fazer. 

Se você pretende investir todo seu décimo terceiro, ou somente uma parte, ou quem sabe pretende gastar só um terço do dinheiro que tem, a única pessoa que pode decidir isso é você mesmo. 

E essa é uma decisão a ser tomada antes que a obra inicie, pois você não quer ter que se endividar ou ter que parar a obra porque o dinheiro acabou muito antes da obra estar finalizada. 

3 – Peça indicações para pessoas de confiança 

Antes de finalizar quanto vai custar sua obra ou projeto, peça indicações para pessoas de confiança. 

Seja um bom pintor, mestre de obras, decorador, arquiteto, qualquer profissional envolvido em seu projeto, é necessário ter boas referências. E quem melhor para indicar esses profissionais do que pessoas que conhecemos e confiamos? 

Uma outra dica é você buscar em seu condomínio, seja em grupos como perguntando a vizinhos, quem já fez uma obra ou projeto semelhante ao que você quer fazer. 

4 – Preste atenção no local da obra

Antes de mais nada, preste atenção no local onde a obra será feita. Aquela obra é permitida? 

Se você mora em prédio, necessita pedir autorização para poder fazer alguma obra? 

Parecem questões pequenas, mas se isso não for visto antes, pode gerar uma enorme dor de cabeça pra você (e uma sequência de multas). 

E multa é algo que ninguém gosta de pagar. 

5 – Pesquise muito 

Vá a diversas lojas de material de construção e acabamento. Pesquise. 

Em grandes lojas, você pode encontrar menos opções, por exemplo de pisos e azulejos, porém preços mais em conta e melhores condições de pagamento. 

Já em lojas menores, você encontrará produtos mais exclusivos, no entanto, os preços podem ser bem maiores. 

Tudo depende também do item 2 e do item 1: o quanto se pretende gastar na obra e o que está descrito no seu orçamento de obras. 

Por isso, esses itens são fundamentais: justamente para você não estourar seu orçamento e a obra acabar saindo muito mais cara do que você tinha pensado anteriormente. 

6 – Estabeleça regras para o pagamento 

Quando for iniciar a obra, procure não pagar todos os serviços à vista. Os riscos são menores se você acertar o pagamento por empreitada (e não por dia). 

Se mesmo assim você optar pelo pagamento à vista, mediante um desconto, quite os valores somente na entrega do trabalho. 

Assim, você diminui a chance de não ter o trabalho entregue e já ter gasto todo o dinheiro com o serviço incompleto. 

Seguindo essas dicas e com bons profissionais, sua reforma não irá estourar seu orçamento. 

Parceiro: Total Construção

5 ideias impressionantes e baratas para transformar a pia velha da cozinha

7 antes e depois incríveis de todos os cômodos da casa

As melhores ideias de armário estão em cada canto deste apartamento

Armário da cozinha em 2 cores vai facilitar a decoração da sua casa




arrow