Como será o futuro do design de interiores pós-pandemia? -

Como será o futuro do design de interiores pós-pandemia?

A pandemia do coronavírus afetou todas os setores, e com o design de interiores isso não seria diferente. Confira quais são os principais pontos que os designers deverão adotar para seus futuros trabalhos pós-pandemia!

Veja também:

6 truques designers de interiores usam para um quarto mais aconchegante
10 erros na decoração de casa que os designers de interiores detestam
Casas relaxantes: designers revelam como criar ambientes que ajudam a reduzir a ansiedade

A designer Heide Hendricks disse ao site Good Housekeeping quais são as principais tendências do design de interiores para o mundo pós-pandemia. Veja:

1- A sala de estar como coração da casa

Segundo ela, durante a quarentena a sala de estar se tornou o ponto central de uma residência. É preciso dar uma atenção especial para ela durante o design de uma casa, não apenas colocar um sofá e uma mesinha de café.

Os sofás deverão ser confortáveis, com muitas almofadas, e o espaço deverá ter outros tipos de entretenimento, como jogos ou uma mesa para comer petiscos. A sala se tornará, novamente, o local onde uma pessoa possa relaxar após um longo dia.

2- Portas de correr

Heide conta que, nos últimos anos, as pessoas têm apostado em casas com áreas muito abertas. Porém, ela explica que há uma tendência para portas de correr, com o intuito de setorizar melhor os cômodos.

Além disso, entre os quartos e banheiros deverá ter uma sala de estar aberta, mas que cada cômodo deverá ter sua própria porta.

3- Lugares para sentar nos quartos

Em quartos maiores, os clientes têm optado por uma área com sofás e poltronas em um dos cantos do cômodo. De acordo com a designer, isso é uma nova tendência para tirar a área de trabalho do quarto, ou seja, as pessoas devem passar o escritório para outra área da casa.

Como será o futuro do design de interiores pós-pandemia?
Imagem de Reisetopia por Unsplash
4- Tons quentes

Houve um tempo que a preferencia eram tons mais claros e frios, mas agora há uma tendência para tons mais quentes, especialmente os com sub-tons mais rosados. Ela acredita que isso tem a ver com um sentimento de abrigo: tons mais quentes são como abraços do ambiente.

Veja também:

Como os designers do passado pensavam que nossas casas seriam hoje
17 fotos de casas com erros de design questionáveis
6 dicas que você precisa saber antes de decorar sua casa

5- Decisões mais conscientes

Reciclagem, reuso, valorização do comércio local, tudo isso se tornou parte da rotina das pessoas durante a pandemia. Segundo Heide, o aproveitamento de peças de comércios locais para decoração da casa continuará sendo usado no design de interiores.

6- Locais ao ar livre

De acordo com a designer, as pessoas estão fazendo salas de estar no jardim para aproveitarem melhor a natureza. Alguns bancos e uma lareira portátil são as tendências para momentos em família do lado de fora do mundo pós-pandemia.

Fique por dentro de nossas notícias na página do DecorStyle no Facebook ou no nosso site www.decorstyle.ig.com.br 

Veja também

+ Mudaram as regras para compra de carro para PCD; veja como ficou

+ Carol Nakamura compartilha projeto de sua mansão de R$ 2 milhões; veja

+ 20 passos simples para dar uma cara nova para sua casa

+ Você acha Gracyanne Barbosa sarada? É quer nunca viu a médica Chinesa Yuan Herong

+ Relógio de R$ 3 milhões de Faustão é inspirado em supercarro da Bugatti; veja

+ Dicas fáceis de como limpar panela queimada

+ Enio Mainardi, publicitário e pai de Diogo Mainardi, morre de covid-19

+ Quarto feminino: 6 dicas que você precisa saber antes de planejar o seu

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo




arrow