Um quarto de criança não deve ser, necessariamente, infantil. Dentre suas características, respeitar a personalidade do jovem morador e, ao mesmo tempo, criar um espaço que possa acompanhar sua evolução e desenvolvimento durante os anos é essencial.

Pensando nisso, as arquitetas Bianca Tedesco e Viviane Sakumoto reuniram diversas dicas sobre como ter ambientes estimulantes e perfeitos para as crianças. “Quando pensamos em um quarto de criança, ou até mesmo em um cantinho de estudos ou brinquedoteca, é essencial ter um espaço funcional, que deixe tudo à mão, e que não seja datado”, opinam as arquitetas.