Aplicado em projetos de produtos, serviços e ambientes, na arquitetura de interiores, o desenho universal permite independência na vida dos habitantes. Isso significa que o local não precisa de adaptações ou modificações posteriores para que todos os moradores possam viver com conforto e de acordo com suas características e necessidades. E no que se aplica esse desenho que abrange a todos?

Em muitos casos, simples ações como apertar um botão, eliminar um desnível ou abrir uma maçaneta é contemplada por esse conceito, resolvendo problemas de forma muito eficaz. Originário dos Estados Unidos, o propósito de desenho universal é desenvolver produtos e ambientes para serem utilizados, principalmente, por deficientes, idosos, grávidas e mães que utilizam carrinho de bebê, pessoas obesas, crianças ou pessoas com dificuldade na mobilidade.