2020, definitivamente, foi um ano transformador e de muitas reflexões. Ele ofereceu a oportunidade de todos olharem para dentro e valorizarem ainda mais a casa e os bons momentos com a família.

Somado a isso também veio o desejo de viajar, a vontade de abraçar, a saudade de tomar sol na praia ou correr sem máscara pelo parque… esse caldeirão de sensações ajudou a direcionar as tendências que prometem preencher 2021 de cores e luzes.

Veja também:

Confira o que será tendência através de imagens de ambientes:

Tropicalismo

Natureza intensa: na composição, luminárias de madeira imbuia, da Yamamura, e a tinta Azul Petar, da Sherwin-Williams,
trazem a floresta e o mar para dentro de casa (Fotos: Divulgação/Yamamura)

As plantas, capazes de trazer a atmosfera Urban Jungle, têm a capacidade de humanizar e transformar os espaços. Também servem de ingrediente para a decoração tropical e brasileira, marcada por uma alegria e vivacidade natural únicas. Nos ambientes acima, a mata fechada remete à floresta e o mar infinito leva até a tranquilidade da praia, panos de fundo para as composições atemporais com as luminárias em que a imbuia é a matéria-prima principal. Peças vazadas, que deixam a luz passar, ou produtos de madeira misturada com outros materiais, como o vidro, se juntam ao uso de luzes de temperatura branco quente em busca de bem-estar.

Naturalismo

Atmosfera clean: elementos naturais combinam perfeitamente com o cinza nas paredes
(Fotos: Divulgação/Yamamura)

Uma paleta neutra, que evoca a simplicidade, é o foco da tendência naturista, que também abre espaço para o uso de materiais da natureza, como pedra, madeira e tijolos. As fibras, cuja textura convida ao toque, e as formas orgânicas, além do contraponto do bruto com o polido, fazem parte dessa atmosfera leve. Luminárias circulares, arredondadas, ora brutas, ora vazadas, são destaques dos espaços que esbanjam um refinamento que aconchega.

Minimalismo

As luminárias surpreendem por meio de luzes e formas, que ganham destaque com o fundo na cor cinza
(Fotos: Divulgação/Yamamura)

Menos é mais. Essa máxima nunca fez tanto sentido, especialmente, no momento em que a retomada do essencial virou uma meta de tantas pessoas. O modo de vida singular e simples norteia essa tendência, que serve de pano de fundo para os formatos variados das luminárias, como os ortogonais, circulares e tubulares. São elas que dão movimento e um toque autêntico aos ambientes que homenageiam as formas literais dessa tendência e também nos levam à origem do estilo, com releitura das luminárias de papel orientais.

Industrial

As luminárias e objetos de metal estão em total harmonia com a cor bronze, um novo tom neutro (Fotos: Divulgação/Yamamura)

Os acabamentos metalizados e os materiais industriais, que marcaram a arquitetura de fábricas e galpões antigos, vêm ganhando cada vez mais espaço nos lares brasileiros. Também participam dessa tendência o tom sobre tom. O cobre, o rosê, o inox e outros materiais comuns em tubulações aparentes, revestimentos e diferentes tipos de luminárias enriquecem os projetos residenciais e comerciais, criando ainda um clima despojado.

Contemporâneo

Beleza atemporal: luminárias esculturais e a tinta na cor Alecrim Selvagem
(Fotos: Divulgação/Yamamura)

Ambientes construídos com as referências e as memórias do passado, mas de olho nos próximos anos. Esse é o DNA contemporâneo que faz uma leitura do viver atual baseado na mistura de histórias, do enfrentamento das incertezas (retratadas pela abstração das formas) e do futuro. Prontas para diferentes estilos e atemporais, as luminárias são valorizadas por formatos esculturais, marcadas ainda pela delicadeza do uso do vidro.

Regionalismo

Luzes, cores, lembranças: luminárias que remetem à história com a cor palha (Fotos: Divulgação/Yamamura)

A valorização da cultura e das tradições brasileiras é uma busca que vem conquistando cada vez mais importância nos ambientes. Trata-se de uma forma de evidenciar as origens e história, homenagem ainda à arte, à natureza e à música, que tanto fazem parte do DNA brasileiro. Os ambientes propõem o uso de luminárias que, por si só, trazem dois modelos de diferentes paisagens nacionais da história. Há um molde mais artesanal e bruto, e outro mais urbano, remetendo às praças centrais do início do aparecimento das cidades.

Veja também:

Fique por dentro de nossas notícias na página do DecorStyle no Facebook ou no nosso site  www.decorstyle.ig.com.br