Medusa: instalação se inspira na aurora boreal para o Festival de Design de Londres 2021 -

Medusa: instalação se inspira na aurora boreal para o Festival de Design de Londres 2021

Instalação virtual de Sou Fujimoto e estúdio Tim Drum. Fotos: Divulgação/ London Design Festival

Uma colaboração marcante entre o arquiteto japonês Sou Fujimoto e Tin Drum, um estúdio de produção e desenvolvedor de tecnologia, traz uma instalação ondulante e reativa para o Festival de Design de Londres de 2021, chamada Medusa.

Caindo na interseção da arquitetura e da realidade virtual, “Medusa” é composta de pilares monocromáticos que parecem suspender do teto em um ambiente ondulado. Conforme os espectadores se movem por Raphael Court no Victoria and Albert Museum, onde a obra está em exibição, a estrutura responsiva muda e altera sua composição em luz e forma.

Instalação virtual de Sou Fujimoto e estúdio Tim Drum. Fotos: Divulgação/ London Design Festival
Instalação virtual de Sou Fujimoto e estúdio Tim Drum. Fotos: Divulgação/ London Design Festival
Veja também:

O trabalho se inspira nas exibições dinâmicas da aurora boreal e na bioluminescência subaquática, dois fenômenos que se manifestam por meio das qualidades animadas e dos padrões de mudança das formas curvas de Fujimoto. “Esta é a primeira vez que estou projetando arquitetura com materiais não físicos – usando luz e pura extensão do espaço”, disse ele em um comunicado. “É uma experiência de arquitetura, mas completamente nova e diferente.”

Veja também:

Fique por dentro de nossas notícias na página do DecorStyle no Facebook ou no nosso site www.decorstyle.ig.com.br






arrow