A pandemia provocou certas mudanças na vida e na rotina das pessoas. Uma das características principais desse período foi o isolamento social, onde todos precisaram ficar reclusos em suas casas, trabalhando remotamente e com as crianças em aula online. Com isso, a vontade de investir na decoração do ambiente e de torná-lo ainda mais aconchegante, ganhou força e, uma das apostas, foi no cultivo de flores e plantas – um modo de trazer o verde e a natureza para dentro dos lares. E assim, nasceram os “pais de plantas”.

Para quem ainda não entrou para o grupo de ‘pais de plantas’, mas morre de vontade e não sabe como começar, o paisagista Luciano Zanardo, à frente do escritório Zanardo Paisagismo, compartilha suas primeiras recomendações.