Pesquisa descobre que gatos sabem o nome um do outro e se reconhecem em fotos -

Pesquisa descobre que gatos sabem o nome um do outro e se reconhecem em fotos

Pesquisa mostra que gatos podem reconhecer nomes e rostos em fotos de outros bichanos. Fotos: Pexels

Você tem mais de um gato? Nova pesquisa sugere que eles podem saber os nomes uns dos outros e também podem reconhecer os rostos um do outro nas fotografias.

Os gatos são criaturas extremamente independentes – eles podem se autolimpar, pegar sua própria comida e se manter entretidos por horas a fio. E embora possa parecer que seu gato não liga muito para a sua presença ou na de outros animais, eles prestam mais atenção aos seus companheiros do que você imagina.

Pesquisa mostra que gatos podem reconhecer nomes e rostos em fotos de outros bichanos. Fotos: Pexels
Pesquisa mostra que gatos podem reconhecer nomes e rostos em fotos de outros bichanos. Fotos: Pexels

De acordo com um novo estudo publicado na Nature, os gatos reconhecem os nomes de outros gatos – e também podem conhecer os nomes dos humanos que vivem em sua casa.

Veja também:

Para obter essas respostas, pesquisadores da Universidade de Kyoto observaram felinos que viviam em áreas com vários gatos, incluindo gatos domésticos e aqueles que viviam em ‘cafés de gatos’, onde os visitantes interagem com os animais que vivem lá.

Durante o estudo, os pesquisadores mostraram a cada participante do animal de estimação uma foto de um felino familiar da mesma casa ou café. Enquanto a imagem estava sendo exibida, os pesquisadores reproduziram uma gravação da voz do dono dizendo o nome real do gato – e depois outro nome.

Eles descobriram que os gatos domesticados passavam mais tempo olhando para a imagem quando seu dono dizia o nome errado e desconhecido do que quando o nome verdadeiro de seu amigo gato era chamado – um comportamento que o autor do estudo supôs que poderia resultar em confusão.

Veja também:

Além disso, os pesquisadores observaram que os gatos que vivem com sua família há mais tempo mostraram as maiores durações de atenção quando o nome e o rosto do felino na imagem eram incompatíveis. Pelo contrário, os gatos que vivem em cafés não exibiram a mesma pausa.

Embora sejam necessários mais estudos para entender como os gatos aprenderam essa associação de nome e rosto, os pesquisadores têm várias hipóteses de por que os gatos domesticados demonstraram uma pausa mais longa quando apresentados às imagens do que os gatos de café. Eles acreditam que os felinos que vivem em cafés são mais propensos a ouvir nomes diferentes chamados por pessoas diferentes, tornando mais difícil saber qual gato é qual, enquanto os gatos domésticos provavelmente aprendem observando seu dono chamar somente um ou dois outros nomes ao longo do dia.

“Além disso, o número de gatos que vivem juntos pode ter uma influência, já que mais gatos provavelmente significam menos oportunidades de aprender relações específicas de nome de gato”, escrevem os pesquisadores.

Fique por dentro de nossas notícias na página do DecorStyle no Facebook ou no nosso site  www.decorstyle.ig.com.br






arrow