Ressignificando o lar: decoração que traz alegria, bem-estar e aconchego -

Ressignificando o lar: decoração que traz alegria, bem-estar e aconchego

Ter um lar que transmita alegria e aconchego faz toda a diferença no dia a dia das pessoas. Principalmente em tempos de isolamento social, onde a regra tem sido fazer absolutamente tudo em casa, começamos a perceber como as cores, elementos da decoração e até mesmo a disposição dos ambientes exercem total influência na maneira como nos sentimos.

“Quando definimos o bem-estar de uma casa, o conceito está ligado desde a forma como os espaços são utilizados até a sua funcionalidade, iluminação, organização proposta… Enfim, o conjunto de todos os elementos que integram os ambientes influenciam diretamente no humor e em nossa maneira de viver”, explica a arquiteta Bianca Atalla, sócia de Fernanda Mendonça no escritório Oliva Arquitetura.

Projeto: Oliva Arquitetura | Foto: Julia Ribeiro

Nesse mais de 1 ano em que muitos estão 24h do seu tempo em casa, foi possível repensar sobre o que nossa morada deve nos prover. A começar pelas sensações de comodidade e aconchego, até questões mais práticas que envolvem a dinâmica diária ou novas necessidades, os moradores puderam refletir sobre o significado do lar e ponderar sobre as mudanças que consigam proporcionar os novos sonhos ou aquilo que perceberam faltar.

Veja também:

Em pequenas ou grandes proporções, transformações como uma nova cor de parede, uma alteração no layout que traga um novo cantinho de descanso, um espaço propício para trabalhar, ou mesmo detalhes como uma plantinha, uma almofada nova ou a instalação de uma cortina diferente, podem contribuir para a satisfação de dias mais felizes neste período de maior estadia em casa.

“Diariamente somos impactados por um volume significativo de informações e notícias e, sem dúvidas, temos nossos sentimentos afetados. Nesse contexto, o lar precisa agir como um ponto de paz e acolhimento para nos ajudar a passar com um pouco mais de serenidade por esses tempos tão delicados”, complementa a arquiteta Fernanda Mendonça.

Veja também:

Cientes de como a arquitetura de interiores pode contribuir para esse processo, fizemos uma imersão para compartilhar dicas e inspirações de projetos que transmitem a serenidade e o clima agradável do estar em casa. Acompanhe:

Conexão com a natureza

Na estante de serralheria e marcenaria projetada pelas arquitetas do Oliva Arquitetura, os nichos abrem espaço para dispor os objetos decorativos, os equipamentos eletrônicos e espécies de plantas que evocam a satisfação de ter um pouquinho da natureza dentro de casa | Projeto Oliva Arquitetura | Foto: Júlia Ribeiro

“Durante a pandemia, não tem quem não sentiu a necessidade de se aproximar (ou se reaproximar) da natureza”, lembra Bianca. E essa reconexão pode ser simples! As plantas, que sempre foram sinônimo de decoração para áreas externas, seguem cada vez mais incorporadas no décor de interiores, dividindo espaço com sofás, quadros e até mesmo em cômodos como a cozinha e banheiro. Para deixar o visual mais harmonioso, um dos recursos possíveis é combinar as plantas com outros elementos que também remetam ao natural, como tons terrosos e a madeira dos móveis.

No apartamento de 65m², a varanda integrada combina o tom amadeirado das poltronas, o porcelanato que simula os veios da madeira, e a luz solar que adentra o ambiente por conta do fechamento de vidro. O clima de paz e contato com a natureza é complementada com o vaso cerâmico com planta. Um pequeno oásis em meio ao arranha-céu de São Paulo | Projeto Oliva Arquitetura| Foto: Mariana Orsi

Mantas e almofadas

A combinação da madeira nos móveis e no painel ripado que ‘separa’ a sala de estar do corredor se conectam com a ideia do natural. O verde da poltrona e das almofadas – incluindo o vibrante do laranja –, produzem ares de mais vivacidade para o ambiente|Projeto: Oliva Arquitetura | Foto: Julia Ribeiro

Com as noites mais frias do outono, outra boa pedida é investir em almofadas e mantinhas para o sofá. Coloridas, neutras ou com texturas diferentes, são itens versáteis e que colaboram para criar movimento e dar outra energia ao ambiente, além de oferecer aquele conforto especial nos momentos em família.

Almofadas e mantas também podem estar em varandas cobertas, como esse ambiente. Com a ambiência de uma deliciosa sala de estar, o sofá em ‘L’ verde oliva, o laranja e o salmão da almofada e da mantinha caem super bem com a lareira ecológica. E as plantas marcam presença tanto na parte interna, como do lado de fora da varanda |Projeto: Oliva Arquitetura | Foto: Jenifer Gimenez

Cores
     

No dormitório, os tons terrosos são evidenciados no enxoval da cama, que também traz o toque do ‘feito a mão’ com a almofada com capa de crochê |Projeto: Oliva Arquitetura | Foto: Julia Ribeiro

Guiados pela psicologia das cores, a arquiteta Bianca Atalla revela sua observância pelo comportamento das pessoas nos tons escolhidos para transformar a casa. Segundo ela, alguns partiram na busca pelos tons terrosos e esverdeados, que promovem uma ligação contínua com a natureza e a sensações de bem-estar. Além da pintura de paredes com esses gradientes de cores, essa percepção pode ser evocada também com a inserção de texturas e tramas naturais, que podem estar presentes em enxovais de cama, artesanato e papel de parede, entre outros recursos.
Entretanto, há quem preferiu tons claros, ideais para trazer a atmosfera de calmaria. Para tanto, uma paleta neutra ou combinações como as candy colors podem estar na pintura de paredes, móveis e objetos decorativos.

Parede de tijolinhos, uma paleta leve e pontos de cor em um clima moderno e jovial no apartamento com a área social integrada. Na sala de jantar, a alegria do mix entre a mesa azul, dois tipos de cadeira e o banco estofado com os assentos e encostos coloridos | Projeto Oliva Arquitetura| Foto Júlia Ribeiro

Iluminação

Na sala de estar, o equilíbrio entre cores quentes, como a poltrona vermelha, e a suavidade do sofá e a parede rústica de tijolinhos. A iluminação suave se faz presente com os spots instalados no forro e a luminária de piso posicionada para os momentos de leitura | Projeto Oliva Arquitetura | Foto: Renan Soares

Um bom projeto de iluminação é fundamental para valorizar a decoração e ainda transmitir as impressões corretas em cada ambiente. “Nos cômodos onde costumamos descansar, é válido apostar no uso de iluminações mais baixas e quentes. Elas são mais acolhedoras para o anoitecer e acabam marcando a sensação de final de expediente, contribuindo para o descanso da mente”, finaliza Fernanda.

Fique por dentro de nossas notícias na página do DecorStyle no Facebook ou no nosso site www.decorstyle.ig.com.br

Veja também:

+ Descubra as maiores tendências de cozinha que estão bombando em 2021

+ Cozinha afetiva: dicas e inspirações para uma decoração que exalta as memórias

+ A “Moto do Ano 2021” na Alemanha

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões

+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais

+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’

+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos

+ Bruna Marquezine posa de biquíni no Copacabana Palace. Confira as fotos!

+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco

+ Os ‘Sapatos de Satanás’ do rapper Lil Nas X conterão uma gota de sangue humano

+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada







arrow