Descomplicando a obra: passo a passo da instalação da bacia com caixa acoplada -

Descomplicando a obra: passo a passo da instalação da bacia com caixa acoplada

Passo a passo para acompanhar a instalação da bacia com caixa acoplada. Foto: Pexels

Com a popularização das instruções em vídeos e blogs, milhares de pessoas se sentem encorajadas a dispensar a mão de obra especializada e encarar os vídeos de DIY (Do it yourself ou Faça Você Mesmo) para fazer a instalação de torneiras, luminárias, espelhos e até mesmo bacias sanitárias com caixa acoplada.

Apesar de parecer simples, um processo de instalação de bacia sanitária com caixa acoplada realizado de maneira incorreta pode trazer problemas sérios para o banheiro, como vazamentos, infiltrações, mau cheiro e até mesmo danos permanentes ao produto.

+ Aprenda a camuflar a TV na sua sala de estar

+ Banheiros dos famosos: por dentro da intimidade das celebridades

+ Piso para cozinha: dicas de expert para definir um modelo prático e seguro

Passo a passo para acompanhar a instalação da bacia com caixa acoplada. Foto: Pexels
Passo a passo para acompanhar a instalação da bacia com caixa acoplada. Foto: Pexels

Por isso, conhecer minuciosamente as etapas de instalação é fundamental para quem deseja acompanhar todo o processo e se certificar que a mão de obra especializada está seguindo todos os passos corretamente.

Pensando nisso, orientamos sobre o que deve ser levado em consideração no momento da instalação da bacia sanitária com caixa acoplada. Confira!

Kits de instalação
Foto: Divulgação/ Celite

O primeiro passo para a instalação da bacia sanitária deve ser a reunião e verificação de todas as peças necessárias para instalação. Faça um check list para não esquecer de nenhum parafuso ou anel de vedação.

Além das questões que envolvem a tubulação, também é importante se atentar às dimensões recomendadas para a instalação correta da bacia sanitária. | Foto: Divulgação Celite
Atenção às medidas
A bacia com caixa acoplada deve ter 30 cm de distância da parede ao centro do ponto do esgoto | Foto: Divulgação Celite

A primeira metragem a ser considerada é a do centro do ponto de esgoto: para as peças com caixa acoplada, o centro do ponto de esgoto deve ter 30 cm de distância da parede acabada.

A bacia com caixa acoplada deve ter 30 cm de distância da parede ao centro do ponto do esgoto | Foto: Divulgação Celite

No que se refere à altura da entrada da água, o flexível que alimentará a caixa acoplada deve ser instalado a 20 cm do piso acabado.

A altura da entrada de água deve ser de 20 cm do piso acabado | Foto: Divulgação Celite

O ponto de alimentação de água deve estar 15 cm à esquerda do centro do ponto de esgoto. Desta forma, evita-se a proliferação do mau cheiro e possíveis vazamentos.

A distância da entrada de água com o centro do ponto do esgoto deve ser de 15 cm | Foto: Divulgação Celite

No momento da instalação, também é imprescindível que haja a conferência do nível em que o tubo do esgoto está instalado. O tubo deve estar no mesmo nível ou apenas 1 cm acima do nível do piso acabado – nunca abaixo. Desta forma, é possível instalar corretamente o anel de vedação.

Para que haja uma boa vedação, o tubo do esgoto deve estar no mesmo nível ou até 1 cm acima | Foto: Divulgação Celite
Posicionando e fixando a bacia

O próximo passo para a instalação é posicionar a bacia juntamente ao ponto de esgoto para marcar os pontos onde serão feitos os furos para a fixação da peça. Posicione a bacia até sentir que ela encaixou corretamente ao tubo. Para facilitar o trabalho, trace uma marcação no centro do furo da bacia e marque a posição em que será feita a fixação. Repita o processo do outro lado.

Após a marcação, retire a bacia e antes de fazer o furo, meça 4,5 cm em direção ao tubo de esgoto e marque um novo ponto de referência. Esta medida servirá como tolerância para a espessura da louça com a base de fixação.

“No momento da furação, recomenda-se que utilize uma broca de 10 mm, mas para não danificar o piso, recomendamos que se inicie o furo com uma broca menor e vá aumentado a espessura até chegar aos 10 mm”, orienta Matheus Maretti, especialista técnico da Roca Brasil.

Fixação

Após o furo, é o momento de colocar as buchas da base de fixação. Em seguida, coloque a base de fixação e parafuse utilizando um parafuso de 10 mm.

Após este passo, é o momento de instalar o anel de vedação, que é o responsável por evitar que o mau cheiro da tubulação de esgoto volte ao banheiro. A peça deve ser instalada diretamente na bacia e logo após no tubo de esgoto.

É importante retirar o papel de proteção que envolve o anel e também o papelão que está na parte interna. Em seguida, acople bem a massa e só depois encaixe a bacia no tubo do esgoto. Confira também se a bacia sanitária está nivelada com o piso, para impedir o retorno dos gases para o banheiro.

O anel de vedação tem o papel de evitar que o odor retorne da tubulação do esgoto. Este modelo, com guia, facilita a instalação | Foto: Divulgação Celite

Após este passo, é o momento de posicionar a bacia sanitária e parafusá-la na posição demarcada. Uma dica é posicionar e fixar os parafusos aos poucos, intercalando os lados, para evitar que a bacia fique desalinhada. “Com a bacia sanitária desalinhada, corre-se o risco de vazamentos e até mesmo de danos permanentes ao produto, como rachaduras e trincas”, destaca Matheus Maretti.

Instalando a caixa acoplada
Foto: Divulgação Celite

Para a instalação da caixa acoplada é necessário o gasket de vedação e os parafusos de fixação. O gasket vai na saída de água da caixa acoplada e logo após a sua instalação já é possível encaixá-la na bacia sanitária.

Ao utilizar os parafusos, não retire o anel de fixação que acompanha a peça, é ele quem vai garantir que não haja vazamentos na caixa acoplada.

Para fixar a caixa acoplada na bacia sanitária, é importante seguir a mesma recomendação da fixação da bacia e pressionar o parafuso aos poucos, intercalando os lados ao apertar, para evitar desalinhamentos e danos à caixa. Após todos os passos de instalação, encaixe a tampa da caixa acoplada.

Instalação do flexível

O flexível é a peça responsável pela entrada de água na caixa acoplada. Com o auxílio de um veda rosca, que não acompanha o produto, passe cerca de 10 voltas na ponta do flexível que ficará na parede (entrada de água).

Este passo é de suma importância para evitar futuros vazamentos. Insira o flexível na canopla de acabamento e rosqueie a peça na entrada de água localizada na parede. Logo após, encaixe a peça na entrada de água da caixa acoplada. Portanto, utilize um alicate bomba d’água para facilitar o processo e fixar melhor o flexível.

Instalação do assento
Foto: Divulgação Celite

Nesta última etapa, o primeiro passo é instalar a base de fixação na bacia. Após a instalação da base de fixação, a orientação é que não fixe 100% os parafusos neste momento. Primeiramente, alinhe suas hastes com os furos do assento e encaixe. Em seguida, é importante verificar se o assento está totalmente alinhado à bacia. Então, estando alinhado, é a hora de fixar os parafusos de forma definitiva.

Além disso, após a conclusão de todo o processo de instalação, não se esqueça de verificar se a válvula de entrada de água está permitindo a reposição do selo hídrico de forma correta. Portanto, a água do poço deve ter, no mínimo, 5 cm de altura – cuidado que impede o retorno dos gases para o banheiro.

Por fim, confira também um tutorial em formato de vídeo:

Quer ver mais notícias como essa? Então, confira outras matérias nossas:

+ Banheiro livre de mau cheiro: como fazer a instalação correta da bacia sanitária

+ Ar-condicionado: como acertar na escolha e na instalação do aparelho para a sua casa

+ Instalação elétrica aparente: tendência no banheiro fica bonita e funcional. Saiba mais!






arrow